Ideia, muda
Sobre Posts Antigos (...)
terça-feira, outubro 08, 2002

 
Depois de uma vez mais "assistir impassível a queda do inexorável", acho que me tornei um tanto mais sensível ao passar do tempo. Se não o fiz, ao menos atentei para o passar dos tempos. Fui votar imbuído de um sentimento estranho. Não só aquela sensação mesquinha de civismo, cidadania ou sabe se lá o que, mas com os olhos ávidos a registrar cada nuance do processo, esquecendo tudo de forma inesquecível.
Tem dias que são assim, a gente olha pras coisas e diz pra nós mesmos: "esse momento é um daqueles momentos capitulares de minha vida", como quem não consegue segurar a vontade vândala de dobrar a orelha das páginas de um livro emprestado. Há no ar, nas ruas, uma certa sensação esquisita, quase incômoda. As pessoas parecem ter dificuldade em acreditar na vitória da oposição. Algumas já nem sequer davam crédito a existência da oposição, mesclando-a sem pudores com todo o resto. Quem possui memória ? Melhor nem pensar muito nisso. Essas coisas são nossas, mas não nos pertencem. O registro talvez, mas o velho e inestimável indíce, esse com certeza é fora de nossa alçada;

Quando atravessei a cidade no dia da eleição, as ruas tomadas de bandeiras vermelhas (e tropas do exército...) uma música insistia em martelar a minha cabeça.
Saudoso de minhas muletas, me apoio na canção e pergunto: O amanhã será pleno ? E o terror, coisa de um dia desses, será abrandado ?

Me conforto pensando que, caso eu sobreviva ao presente, ao menos terei muitas estórias pra contar. Pondero sobre cada notícia, será isso realmente importante no desenrolar da história ?

 

Eu leio:

Powered by Blogger